Dicas Dra Vanessa

Início/Dicas Dra Vanessa

Confie no seu filho!

Sim, confie no seu filho! Mesmo que ele lhe pareça frágil, mesmo que ele tenha que tomar remédios, mesmo que ele tenha que ser submetido a uma ou mais cirurgias e um longo tempo de tratamento.

Ele vai conseguir, ele tem uma força que vai te surpreender. Ele vai te mostrar isso e eu gostarei muito que você volte aqui pra me contar que você presenciou e o apoiou.

Eles são guerreiros e mais fortes do que você imagina ou seu medo de perdê-lo tende a negar.

Tente sempre ficar tranquilo (a) e esteja e lute por ele e com ele. A parte dele ele fará!

– Dra. Vanessa Guimarães: Cardiologia pediátrica, UTI cirúrgica e Transplante Cardíaco –

Hidratem os pequenos no Verão!

Nada melhor nesses dias quentes do que uma água de coco! Além dela, nossas crianças precisam tomar bastante e principalmente água pura, sempre filtrada, e sucos de frutas naturais sem açúcar ou adoçante.  Teste também a água fresca aromatizada com rodelas de frutas e ervas como o hortelã.

Essas bebidas repõem a água do organismo que evapora na transpiração e também diversos minerais importantes que se vão junto com o vapor do corpo. Assim você garante a saúde do seu filho, ao mesmo tempo em que educa o paladar dele para alimentos saudáveis, longe dos refrigerantes e bebidas açucaradas que não saciam sequer a sede e são péssimos para a saúde.

Ofereça frequentemente líquidos para os pequenos, mesmo que eles não peçam – com exceção, claro, das crianças com restrição, que devem seguir a orientação de seu médico.

Atenção para os bebês! Água de coco só 50 ml, duas vezes na semana. 

Até os dois anos de idade, prefira dar frutas do que os sucos delas, mesmo que eles sejam naturais e não adoçados. A fruta in natura conserva as fibras e nutrientes que são perdidos, pelo menos parcialmente, quando passam pelo processamento.

Vamos curtir o verão com as nossas crianças bem hidratadas, pessoal!

– Dra. Vanessa Guimarães: Cardiologia pediátrica, UTI cirúrgica e Transplante Cardíaco –

Você sabia que não existe risco cardiovascular zero?

O assunto aqui hoje é sério‼️ Você sabia que não existe risco cardiovascular zero?

Mesmo a prática de atividades físicas sendo recomendada para a saúde, ela só deve se iniciar após uma avaliação médica.

O atestado médico de apto à prática de atividades físicas competitivas só deve ser fornecido após avaliação cardiovascular especializada. Não subestime isso‼️

Doenças graves como a Cardiomiopatia Hipertrófica, a Síndrome de Brugada, a Síndrome do QT longo e mesmo outras condições são responsáveis por muitas das mortes de atletas de alta performance que nem sequer sabiam que eram portadores das mesmas.

Seus filhos praticam atividades físicas? Maravilha… No entanto torne essa prática o mais segura e benéfica possível para eles. A consulta com Cardiologista Infantil não deve faltar!

Assim a Dra. Vanessa ficará realizada e só teremos motivos para comemorar juntos as vitórias deles!

– Dra. Vanessa Guimarães: Cardiologia pediátrica, UTI cirúrgica e Transplante Cardíaco –

A vida que os Cardiopatas conhecem

Olá meus queridos! Eu costumo dizer que os pacientes com cardiopatia congênita não se sentem limitados nem doentes, afinal a condição com a cardiopatia congênita é o normal para eles, afinal de contas eles já nasceu assim.

É claro que estou me referindo aos períodos de estabilidade da doença. Uma piora clínica vai sempre ser notada.

Daí costumamos tratá-los com superproteção e eles muitas vezes não entendem e acham exagero, afinal, a cianose, o cansaço, comer e não ganhar peso fazem parte do que é habitual para os pequenos.

É preciso ter consciência e empatia! Se demonstrarmos que o mundo deles é diferente, eles irão se sentir excluídos. Vale pensar a respeito!

– Dra. Vanessa Guimarães: Cardiologia pediátrica, UTI cirúrgica e Transplante Cardíaco –

Cuidados com os Pequenos na Primavera

Olá meus queridos! Hoje vamos falar sobre o impacto da mudança de estação na saúde dos pequenos. No dia 23 de setembro começou a primavera, estação que marca o florescer de árvores e arbustos, e isso quer dizer que temos muito mais pólen no ar.

Nossos pequenos, e até mesmo adultos, podem sentir certa irritabilidade nas vias respiratórias e na garganta, por conta disso. Aqueles que são alérgicos podem até precisar usar máscaras descartáveis para evitar esses problemas.

Na primavera também fazemos mais atividades ao ar livre! Lembre-se de questionar o seu pediatra sobre a possibilidade da existência de uma doença cardíaca ao perceber o cansaço exacerbado durante atividades físicas.

Cuidar da saúde do seu filho é como ver uma bela flor crescer, com raízes firmes, diante do radiante brilho do sol.

– Dra. Vanessa Guimarães Cardiopediatra –

A importância do cardiopediatra para a saúde do seu filho

Cansaço nas mamadas ou nas brincadeiras, pontas dos dedos e/ou lábios roxos, dificuldade de ganho de peso e respiração acelerada mesmo em repouso. Se o seu filho apresenta esses sintomas, isso merece atenção e uma consulta com o cardiopediatra.

Somente esse especialista pode afastar ou confirmar uma doença cardíaca, assim como tratá-la adequadamente, seja com medicamentos, cateterismo, cirurgia ou apenas com acompanhamento clínico.

Lembre-se: as doenças do coração podem se manifestar em qualquer fase da vida mesmo para quem nasceu com o coração saudável. Na dúvida, você sempre pode contar com o cardiopediatra, para orientá-lo.

A saúde da criança tem que ser cuidada por um pediatra e, se houver suspeita de problemas no coração, por um cardiopediatra que, além de cardiologista também é pediatra. Isso porque, no adulto, as cardiopatias são adquiridas ao longo da vida e, nas crianças, embora existam os problemas adquiridos como a febre reumática, a maioria das doenças são de nascença, congênitas. Isso faz com que os sintomas e, muitas vezes, o diagnóstico sejam diferentes num e noutro caso.

Então, meus queridos pais, está nas mãos de vocês cuidar para que seu filho tenha uma infância saudável e adequada para cada etapa da sua vida e lembrem-se: ninguém melhor do que um cardiopediatra para descartar ou cuidar dos problemas cardíacos do seu pequeno e também para fazer a prevenção de problemas cardiovasculares no futuro, quando ele for um adulto.

– Dra. Vanessa Guimarães Cardiopediatra –

Como está o sono do seu filho?

Seu filho dorme bem? Essa é uma pergunta que todo médico faz aos pais durante as consultas. Isso porque garantir boas horas de sono para a criança significa proteger o seu crescimento saudável e desempenho intelectual.

Então, aqui vão algumas dicas importantes. Estabeleça uma rotina que o faça entender que a hora de ir para a cama está chegando. Um banho quentinho, um leitinho morno, historinhas à beira da cama e ambiente à meia luz são sinais importantes.

Procure deixá-los longe da televisão, computador, tablets e celulares, pelo menos, duas horas antes de colocarem ele na cama. O horário? Isso varia conforme o ritmo da família, mas é recomendável que isso aconteça, no máximo, até às 22h, dependendo, claro, do horário que a criança levanta.

E na sua casa, como anda a rotina de sono? Me conte aqui nos comentários!

– Dica Dra. Vanessa Guimarães –

Carboidratos na alimentação adequada dos pequenos

Um estudo recente mostrou que quem come carboidrato abaixo do recomendado por dia (em torno de 45% a 65% do total de calorias diárias) têm 18% mais chance de ter doença cardíaca. A pesquisa chinesa foi publicada numa das revistas científicas mais conceituadas do mundo, a da sociedade americana de cardiologia.


É o que sempre falo no consultório para os pais: equilíbrio é tudo . Procure incluir na sua alimentação e do seu filho todos os tipos de alimentos, com presença de carboidratos saudáveis (como pães integrais, batata-doce, etc), gorduras saudáveis (abacate, oleaginosas), proteínas e fibras de boa qualidade (frutas, verduras e legumes).

Harmonia no prato, sem radicalismo, pessoal, é sempre a melhor pedida!

Dica Dra. Vanessa Guimarães