A hipercolesterolemia familiar (HF) é uma doença de origem genética – se a criança tem o pai ou a mãe com o problema, existe 50% de chance de ela ter também, desde o nascimento. A HF é caracterizada por níveis extremamente altos de LDL colesterol, o colesterol “ruim”, no sangue. Essa anomalia acelera em muito o processo de envelhecimento do sistema cardiovascular, culminando no infarto ou no acidente vascular cerebral, ou AVC, até antes dos 40 anos de idade.

Para barrar esse perigo, é necessário o diagnóstico precoce, na infância, de maneira que o tratamento à base de medicamentos e mudança de hábitos de vida possa começar o mais cedo possível, com acompanhamento do cardiopediatra.

E qual é o sinal de que você deve se preocupar? Se você tem pessoas na família que infartaram cedo, antes dos 40 anos, é bom fazer uma investigação com seu médico, principalmente se você estiver planejando ter filhos.

Quer saber mais? Dê uma olhadinha na seção Doenças aqui mesmo do site!