A Câmara dos Deputados aprovou, no último dia 4/12, o Projeto de Lei 5248/16, que inclui o ecocardiograma fetal entre os exames a serem oferecidos pelo Sistema Único de Saúde (SUS) para as gestantes, juntamente com o ultrassom transvaginal.


Embora ainda tenha que ir para a votação do Senado e voltar para a Câmara, para daí então virar lei, essa já é uma vitória dos cardiologistas e para a população que temos que comemorar. O ecocardiograma fetal é um exame fundamental para diagnosticar a cardiopatia congênita antes do nascimento.

Dessa forma, é possível planejar o parto adequadamente, num hospital preparado para receber a mãe e, logo depois do nascimento, monitorar e tratar o bebê. Essa simples medida, que pode custar menos de R$ 200,00 para o SUS, pode mudar o curso da vida dessas crianças.

Agora é acompanharmos o trâmite do projeto para garantirmos que ele vire essa lei que pode ajudar tantas pessoas.