Você sabia que manter a saúde bucal dos pequenos em dia é essencial para evitar doenças como a endocardite? Trata-se de uma infecção grave que agride o tecido interno do coração ou aqueles no entorno de próteses instaladas dentro do órgão, como as válvulas, shunts e condutos sistêmicos-pulmonares.

A condição é causada por bactérias e fungos  que originalmente se alojam nas vias aéreas (boca, nariz e garganta) e nos sistemas gastrintestinal, urinário e reprodutivo e que, por causa de doenças nessas regiões, proliferam-se e caem na corrente sanguínea, atingindo o coração. Se ali esses microrganismos encontram tecidos cardíacos fragilizados por doenças ou suscetíveis pela genética, eles se instalam, causando infecção. O tratamento da endocardite exige internação prolongada e altas doses de antibióticos. Por isso, a melhor prevenção dessa doença, que pode levar à morte até 35% das pessoas por ela acometidas, é pela manutenção de uma boa saúde em geral e, especialmente, da boca, que é um dos principais focos desses microrganismos.

Para as pessoas suscetíveis à doença, como aquelas que têm algumas cardiopatias específicas, há medidas adicionais de prevenção com medicamentos, antes da realização de procedimentos terapêuticos como tratamentos dentários, das vias aéreas e do trato gastrointestinal, urinário e reprodutor.