cardiopediatria

Início/Adicionar código antes da tag </head>. cardiopediatria

Dra. Vanessa fala sobre o Outubro Rosa e o combate ao câncer de mama

Olá meus queridos, o recado de hoje vem direto do meu instagram @dravanessaguimaraes, com um recado muito importante para o mês de outubro para todas as mães, avós, tias, para todas as mulheres, que é a campanha do Outubro Rosa, que enfatiza a importância de diagnosticar, por meio do exame de mama, qualquer anomalia que possa existir nos seios das nossas importantes e guerreiras mulheres.

Cliquem para assistir e repassem a mensagem!

Ver essa foto no Instagram

Convocação às mulheres!! #outubrorosa #dravanessaguimaraes

Uma publicação compartilhada por Cardiologia Pediátrica (@dravanessaguimaraes) em

Dia Mundial do Coração e Ação da Tia Van

Dia 29 de setembro é o Dia Mundial do Coração e para comemorar eu gostaria de exaltar o quanto eu amo cuidar desse órgão. O quanto ele me encanta. Unir isso aos cuidados pediátricos me completa e me motiva a ser melhor profissional sempre mais!


Por isso que pra comemorar essa data resolvi homenagear aqueles que fazem tão bem ao Meu Coração – Meus Pacientes!! São pequenos e grandes vencedores da vida! Nós reclamamos muitas vezes por tão pouco e eles me mostram em todos os momentos como viver é valioso!

Por isso vamos cuidar do nosso coração, dos corações dos nossos familiares e dos nossos amigos para um vida bem vivida e longa! Nosso coração merece!!

– Dra. Vanessa Guimarães: Cardiologia pediátrica, UTI cirúrgica e Transplante Cardíaco –

Você sabe como funciona o coração?

O coração é um órgão predominantemente muscular, dividido em dois lados e quatro cavidades, sendo elas os átrios (direito e esquerdo) e os ventrículos (direito e esquerdo). O lado direito recebe o sangue do corpo já pobre em nutrientes e o bombeia para os pulmões.

Nessa passagem pelo pulmão o sangue libera o dióxido de carbono (CO2) e recebe oxigênio (O2), retornando então ao coração através do átrio esquerdo. O lado esquerdo é o responsável pelo bombeamento sanguíneo para todo o corpo.


Essa principal função do coração de bombear o sangue para os pulmões e para o corpo propicia levar e recolher substâncias aos órgãos e células para que cada um possa funcionar adequadamente.

– Dra. Vanessa Guimarães Cardiopediatra –

Cuidados com os Pequenos na Primavera

Olá meus queridos! Hoje vamos falar sobre o impacto da mudança de estação na saúde dos pequenos. No dia 23 de setembro começou a primavera, estação que marca o florescer de árvores e arbustos, e isso quer dizer que temos muito mais pólen no ar.

Nossos pequenos, e até mesmo adultos, podem sentir certa irritabilidade nas vias respiratórias e na garganta, por conta disso. Aqueles que são alérgicos podem até precisar usar máscaras descartáveis para evitar esses problemas.

Na primavera também fazemos mais atividades ao ar livre! Lembre-se de questionar o seu pediatra sobre a possibilidade da existência de uma doença cardíaca ao perceber o cansaço exacerbado durante atividades físicas.

Cuidar da saúde do seu filho é como ver uma bela flor crescer, com raízes firmes, diante do radiante brilho do sol.

– Dra. Vanessa Guimarães Cardiopediatra –

A importância do cardiopediatra para a saúde do seu filho

Cansaço nas mamadas ou nas brincadeiras, pontas dos dedos e/ou lábios roxos, dificuldade de ganho de peso e respiração acelerada mesmo em repouso. Se o seu filho apresenta esses sintomas, isso merece atenção e uma consulta com o cardiopediatra.

Somente esse especialista pode afastar ou confirmar uma doença cardíaca, assim como tratá-la adequadamente, seja com medicamentos, cateterismo, cirurgia ou apenas com acompanhamento clínico.

Lembre-se: as doenças do coração podem se manifestar em qualquer fase da vida mesmo para quem nasceu com o coração saudável. Na dúvida, você sempre pode contar com o cardiopediatra, para orientá-lo.

A saúde da criança tem que ser cuidada por um pediatra e, se houver suspeita de problemas no coração, por um cardiopediatra que, além de cardiologista também é pediatra. Isso porque, no adulto, as cardiopatias são adquiridas ao longo da vida e, nas crianças, embora existam os problemas adquiridos como a febre reumática, a maioria das doenças são de nascença, congênitas. Isso faz com que os sintomas e, muitas vezes, o diagnóstico sejam diferentes num e noutro caso.

Então, meus queridos pais, está nas mãos de vocês cuidar para que seu filho tenha uma infância saudável e adequada para cada etapa da sua vida e lembrem-se: ninguém melhor do que um cardiopediatra para descartar ou cuidar dos problemas cardíacos do seu pequeno e também para fazer a prevenção de problemas cardiovasculares no futuro, quando ele for um adulto.

– Dra. Vanessa Guimarães Cardiopediatra –

Você já viu se o seu filho tem pressão alta?

Aqui vai mais um post sobre a série CUIDE BEM DO CORAÇÃO DO SEU FILHO.

Hoje vamos falar sobre hipertensão, um “mal silencioso” também para as crianças e os adolescentes. Isso porque ela não apresenta sintomas até estar em fase avançada, quando já pode ter causado danos ao coração, cérebro, rins e outras grandes artérias do corpo, com risco para infarto, derrame e outras doenças sérias.

Para evitar que isso ocorra, é importante que a pressão arterial seja medida com regularidade nas consultas médicas de rotina do seu filho ou filha, de maneira que esse mal possa ser diagnosticado e tratado precocemente ou, ainda melhor, prevenido.

Ao longo mês, irei compartilhar posts sobre a saúde do coração, em homenagem ao #SetembroVermelho.

– Dra. Vanessa Guimarães Cardiopediatra –

Campanha de Conscientização do Mês do Coração

Começo agora neste setembro, mês do coração, uma campanha de orientação sobre diagnóstico e prevenção da doença cardíaca pediátrica.

Vocês sabiam que a grande maioria das crianças que nascem com malformação do coração não têm o diagnóstico da doença no primeiro ano de vida?

Elas são diagnosticadas só muito mais tarde, quando os sintomas são bastante evidentes ou numa fase em que, muitas vezes, a doença já está avançada ou não responde mais aos tratamentos convencionais. A boa notícia é que com o acompanhamento médico correto, é possível identificar todas as cardiopatias congênitas a partir de exames simples e rápidos.

Sey

A cardiologia pediátrica evolui muito e possui um arsenal de terapias com resultados cada vez melhores. Portanto, ao menor sinal de suspeita no seu filho, não hesite em procurar um cardiopediatra para afastar riscos ou iniciar o tratamento adequado!

Fiquem de olho e me acompanhem!

– Dra Vanessa Guimarães –

Como está o sono do seu filho?

Seu filho dorme bem? Essa é uma pergunta que todo médico faz aos pais durante as consultas. Isso porque garantir boas horas de sono para a criança significa proteger o seu crescimento saudável e desempenho intelectual.

Então, aqui vão algumas dicas importantes. Estabeleça uma rotina que o faça entender que a hora de ir para a cama está chegando. Um banho quentinho, um leitinho morno, historinhas à beira da cama e ambiente à meia luz são sinais importantes.

Procure deixá-los longe da televisão, computador, tablets e celulares, pelo menos, duas horas antes de colocarem ele na cama. O horário? Isso varia conforme o ritmo da família, mas é recomendável que isso aconteça, no máximo, até às 22h, dependendo, claro, do horário que a criança levanta.

E na sua casa, como anda a rotina de sono? Me conte aqui nos comentários!

– Dica Dra. Vanessa Guimarães –

Carboidratos na alimentação adequada dos pequenos

Um estudo recente mostrou que quem come carboidrato abaixo do recomendado por dia (em torno de 45% a 65% do total de calorias diárias) têm 18% mais chance de ter doença cardíaca. A pesquisa chinesa foi publicada numa das revistas científicas mais conceituadas do mundo, a da sociedade americana de cardiologia.


É o que sempre falo no consultório para os pais: equilíbrio é tudo . Procure incluir na sua alimentação e do seu filho todos os tipos de alimentos, com presença de carboidratos saudáveis (como pães integrais, batata-doce, etc), gorduras saudáveis (abacate, oleaginosas), proteínas e fibras de boa qualidade (frutas, verduras e legumes).

Harmonia no prato, sem radicalismo, pessoal, é sempre a melhor pedida!

Dica Dra. Vanessa Guimarães